terça-feira, 1 de março de 2011

Manifestação pela paz nas ruas e contra a impunidade nos crimes de trânsito


Manifestação pela paz nas ruas e contra a impunidade nos crimes de trânsito.


A tentativa de homicídio praticada pelo motorista gaúcho Ricardo Neis na última sexta-feira (25), durante ato da Massa Crítica de Porto Alegre, chocou o país e tem inspirado manifestações de repúdio ao agressor e solidariedade às vítimas em diversas cidades brasileiras e até no exterior.Pelo menos 16 ciclistas foram atropelados e cerca de 40 pessoas ficaram feridas em decorrência da atitude criminosa do motorista, cuja prisão já foi pedida pelo Ministério Público.


A Massa Crítica/Bicicletada reúne ciclistas sempre na última sexta-feira do mês para reivindicar respeito aos adeptos da bicicleta e pedestres no trânsito. Na última segunda-feira (28), integrantes da Bicicletada de São Paulo foram às ruas para protestar contra o atropelamento dos ciclistas gaúchos e cobrar punição ao responsável. Grupos similares das cidades de Aracaju, Curitiba, Rio de Janeiro, Buenos Aires e São Francisco já confirmaram a realização de atos semelhantes ainda para esta semana.


Nesta quinta-feira (3), é a vez de os ciclistas de Brasília se manifestarem contra a barbárie no trânsito. Além da solidariedade aos participantes da Massa Crítica de Porto Alegre, motivos locais não faltam: em 10 anos (2000 a 2009), cerca de 2 mil pedestres e ciclistas foram mortos no trânsito do Distrito Federal. Em média, um ciclista morre por semana no DF. A mais recente morte registrada aconteceu no último dia 20, na EPTG, que tem sido um dos principais focos de incidentes deste tipo. No mesmo dia, outro ciclista foi atingido e arrastado por um taxista no Recanto das Emas. Os dois motoristas fugiram e não prestaram assistência.


A combinação de vias expressas com alto limite de velocidade, falta de estrutura para ciclistas (menos de 10% dos 600 km de ciclovias prometidos pelo GDF nos últimos anos foram concluídos) e de campanhas educativas e fiscalização contra abusos dos motoristas só tem contribuído para agravar as estatísticas.


É com o objetivo de denunciar esta realidade e cobrar uma mudança de postura do poder público que diversos grupos de ciclistas do DF se reúnem nesta quinta a partir das 12h, em frente ao Museu Nacional, numa pedalada que segue até o Congresso Nacional, onde será realizado ato público de repúdio à violência e pelo respeito a ciclistas e pedestres no trânsito.


Serviço: Manifestação pela paz nas ruas e contra a impunidade nos crimes de trânsito

Data: 3/3 (5ª-feira), concentração às 12h

Local: Praça das Bicicletas (cimentão do Museu da República).

Pedaladas até o Congresso Nacional


Contatos: Renato Zerbinato – 8223-7794

Uirá Lourenço – 8126-5153

2 comentários:

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Para paz é necessário a conscientização da população em não fazer justiça por sua conta, pq isso tb é crime e a conscientização das autoridades em saber que os crimes vem da deficiência da educação já na primeira infância.Sérgio, vc tem iniciativa e isso é muito importante para inicialização solução de várias coisas.